PESCOÇO E COLO: PREVINA O ENVELHECIMENTO DESSAS REGIÕES

Quando você pensa em tratamentos estéticos, qual região do corpo vem a sua mente? Para a maioria das pessoas a resposta é automática: o rosto. Tanto que, por vezes, o pescoço e o colo permanecem esquecidos. Até que, certo dia, a pessoa se olha na frente do espelho e percebe que eles estão manchados, flácidos e/ou enrugados – um quadro que, dos últimos anos para cá, agravou-se ainda mais por conta da tecnologia.  

Recentemente, um estudo realizado pela Universidade de Chung-Ang, na Coreia do Sul – país que é referência em beleza no mundo –, revelou que atualmente grande parte das mulheres com menos de 30 anos já apresenta vincos no pescoço, sendo que o natural seria após os 40 anos. O motivo? Olhar para baixo para teclar várias vezes ao dia provoca linhas que vão se acentuando e, consequentemente, adquirem o status de rugas – já que a pele é mais fina e sensível que a do rosto.

“Hoje em dia, é raro encontrar uma pessoa que não permaneça pelo menos algumas horas do dia com a cabeça para baixo segurando o celular nas mãos. Essa posição força o pescoço e cria dobrinhas na área, além de agravar a papada. Tanto que a nova geração terá que ficar ainda mais atenta em relação aos cuidados com essa parte do corpo, que está sendo prejudicada pelo vício tecnológico. É preciso manter a postura adequada”, alertou a médica dermatologista Letícia Bortolini.

Conforme explica a médica dermatologista, existem vários tratamentos voltados para a prevenção do envelhecimento dessas regiões. “Colo e pescoço são áreas negligenciadas de cuidados diários e de procedimentos estéticos. Quando percebemos já estamos com rugas no colo, linhas transversais no pescoço e flacidez da papada. Por isso, os tratamentos e cuidados devem começar cedo. Isto, para prevenir os problemas que invariavelmente virão”, pondera.

Letícia Bortolini cita alguns tratamentos recomendados para essas regiões. “Tem a ‘Luz Pulsada’, que serve para ativar o colágeno e melhorar os vasos e as manchas; bem como os peelings, que podem ser associados ou feitos isoladamente para melhorar as manchas e linhas finas. Também podemos utilizar o laser fracionado, que é ótimo para o estímulo de colágeno e o cuidado de rugas. Inclusive, pode ser associado a peelings para clareamento”, comenta.

Neste viés, a médica dermatologista ainda complementa. “Ultrassom microfocado e bioestimuladores de colágeno ajudam a reverter o envelhecimento, além de melhorar a firmeza da pele. Sem contar que hidratação subcutânea ajuda a dar viço na pele e manter o aspecto jovem. Mas, acima de tudo, é preciso lembrar que prevenir sempre será o melhor caminho. Além da hidratação, cuidados diários como limpeza (sabonete neutro) e fotoproteção (filtro solar) são essenciais”, sinaliza.